Livre arbítrio?

Estou devendo esse texto pro Felipe há muito, muito tempo. E sempre que ele me cobrara arranjara algum jeito de esquivar-me. Entretanto há algo além de que nisso. Até mesmo como um desabafo, precisei colocar pra fora algo que há muito mais tempo me consumiu durante as aulas de análise comportamental e antropologia (lembrando que são aulas distintas) e se converteu numa grande resolução de idéias que, embora não tenham nada de “cientifico” se mostraram válidas, pelo menos para uma reflexão. Não são ideias totalmente inéditas (claro, pois, como defende a própria tese, sempre há algo, um motivo, um pensamento, algo em que se basear que nos anteceda) mas nos trazem a tona algo bem diferente daquilo descrito e defendido em nossa sociedade pelo senso comum. Então eu coloco que disposição a seguinte frase-chave que nos serve de base para todo o texto:

LIVRE ARBITRIO PARA QUE?

Em algum momento de sua vida vc acreditou possuir livre arbítrio? Você acredita que seje capaz de tomar suas decisões baseadas na sua própria vontade? Você acredita que é livre para escolher o que seria melhor para você? Que suas roupas, seu gosto, seu estilo e ate mesmo quem você é, são escolhas unicamente suas? Clique e leia