Diário de Andrés Fava

Livro de Julio Cortázar, Andrés Fava é um dos protagonistas de uma de suas várias obras, O exame final, escrita nos anos 50 e publicada nos anos 80. O diário também é datado como escrito nos anos 50 faz pouquíssimas referências aos incidentes e personagens do romance o qual participara, mas antecipa muitos trabalhos posteriores de Cortázar, e é rico em elementos autobiográficos e em reflexões expressas com humor e melancolia em torno de tudo o que rondara Cortázar em sua vida.

Selecionei alguns trechos que mais gostei para postar aqui – e quem sabe, incitar a leitura desta obra cheia de devaneios gostosos de se ler.

Continuar a ler

Pensamentos aleatórios #2

Divagações sobre o amor durante uma aula de literatura barroca:

Quando falamos sobre amor e paixão geralmente o dividimos como se fossem duas coisas distintas.

Agora me pergunto:

E se a paixão na verdade for outro ‘tipo’ de amor?

A paixão está geralmente associada a um sentimento avassalador que destrói tudo que acreditávamos ser verdadeiro e se consome rapidamente e’  o amor, por sua vez, está associado a um sentimento brando e mais universal (Você diz que está apaixonado pela sua namorada, mas não pela sua mãe – você ama a sua mãe e só se ela fizer o almoço Para alguns amar é assim).
Continuar lendo