Um conto de Tchékhov

A Palerma:

        Dias atrás mandei chamar a governanta dos meus filhos, Iúlia Vassílievna, ao meu gabinete. Precisávamos acertar contas.

― Sente-se, Iúlia Vassílievna! ― eu disse. ― Vamos acertar nossas contas. A senhora provavelmente necessita de dinheiro, mas tem cerimônia demais para pedir… Vamos lá… Nós combinamos trinta rublos por mês…
― Quarenta…
― Não, trinta… Eu tenho aqui escrito… Eu sempre paguei trinta para as governantas… Então, a senhora ficou aqui dois meses… Continue a ler o conto

Ambiência

            Verão febril, visões turvas, o escuro pintado em calor, o cheiro de frio, o gosto de suor na boca. Às nove da noite levanto; a casa completamente escura, já que durmo desde sabe-se lá quando; o instinto inicial é o de olhar no relógio e procurar as horas, por conseguinte, olhar pela janela e procurar justamente a tua. Como uma caixa de pandora, abro a janela – e junto com ela, meu coração – e se abebera do meu corpo e sua extensão animista a brisa de verão. Continuar a ler

Tao te King

O livro de Lao Tsé, Tao te King, contém oitenta aforismos que traduzem a sua filosofia e suas crenças. O nome do livro significa, em nosso português: “O livro que revela Deus”, mas não deixe isso afetar a leitura, pois nela, não moram apenas sabedoria relativa à Ele, ou ao Alguém. Esse homem foi um sábio.

Postarei alguns dos oitenta aforismos aqui para incitar a leitura deste belíssimo livro.

[Pg. 23, do aforismo: O uno e o verso do universo]

“A diferença entre Ser e Existir
É apenas de nomes.
Misterioso é o fundo
Da sua unidade.
Eis em que consiste a sabedoria suprema”

Clique, continue

Diário de Andrés Fava

Livro de Julio Cortázar, Andrés Fava é um dos protagonistas de uma de suas várias obras, O exame final, escrita nos anos 50 e publicada nos anos 80. O diário também é datado como escrito nos anos 50 faz pouquíssimas referências aos incidentes e personagens do romance o qual participara, mas antecipa muitos trabalhos posteriores de Cortázar, e é rico em elementos autobiográficos e em reflexões expressas com humor e melancolia em torno de tudo o que rondara Cortázar em sua vida.

Selecionei alguns trechos que mais gostei para postar aqui – e quem sabe, incitar a leitura desta obra cheia de devaneios gostosos de se ler.

Continuar a ler