A verdade por trás das obras de artes é que não há verdade por trás

A verdade é que por trás das obras de arte há muito mais do que toda a importância estética. Arrisco-me até a dizer que, se fossem completamente desprezadas as vaidades estéticas da obra de arte, ainda assim teria ela seu valor absoluto sobre a vida humana: o de compositor por excelência da realidade.

Muito mais do que meras e estúpidas representações miméticas da realidade, a obra de arte se estabelece como potência criadora. Tudo que se dá enquanto obra de arte, necessária e obrigatoriamente, é.

Portanto, quais sejam as coisas ditas, a exemplo, na obra de Pessoa, são coisas reais e magnanimamente verdadeiras. E são por si mesmas, quando realizadas, independendo do que já é para serem.

One thought on “A verdade por trás das obras de artes é que não há verdade por trás

  1. Isto me lembra da repulsa que tinha Deleuze quando falavam que ele fazia uso de muitas metáforas: em absoluto! o que entendiam por metáfora era nada mais nada menos que a própria realidade, sendo que esta pode assumir milhares de formas, se se quiser. Logo, não há, realmente, metáfora, mas há modos de concepção da realidade, que se configuram através das diversas potências (ou instintos) que estão querendo se saciar no momento.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s