Reflexões: Apenas uma opinião pessoal sobre alguns assuntos

Para mim, escrever também é uma arte. Mesmo que não seja um poema com seus versos trabalhados, lapidados como se fossem pedras preciosas. Pois todo texto, seja de que gênero for e qual forma tiver, possui uma estrutura, um ritmo, uma inspiração, um motivo para ser escrito, mesmo que inconsciente. Mesmo quando não por compromisso, os textos possuem um objetivo. Caso seja uma redação de vestibular, o objetivo é obter uma boa nota para passar para o curso desejado. Se for uma notícia de jornal, será informar. Um artigo de humor terá como objetivo fazer graça, fazer rir, ironizar. Um poema pode ser escrito para inspirar e encantar aos outros ou para inspirar mais ainda a si mesmo. Uma pessoa pode escrever apenas para si mesma e não mostrar suas obras para mais ninguém, e isso já é um objetivo. Escrever para ler dali a anos suas próprias obras e lembrar-se de como era, reconhecer-se ali, ou usar a escrita como forma de desabafo, podendo até ter efeito de “terapia“. Escrever só por escrever pode ter como objetivo apenas o próprio prazer, a própria satisfação ou pode ser até ser uma forma da pessoa relaxar. Esses são só alguns exemplos.
Referindo-me mais especificamente a quem escreve não só para si mesmo mas também para os outros, para que leiam, vejam, discutam, façam críticas construtivas, etc e tal, eu tenho que confessar que dentro de mim a voz da minha consciência berra desesperadamente para dizer que: quem escreve realmente por GOSTO, por GOSTAR DE ESCREVER, por ser algo benéfico a si mesmo, simplesmente não se importa com o fato de que nem sempre a sua publicação será a mais popular, a mais lida ou a mais adorada. É direito de todos ficar chateado com alguma crítica negativa ou algo do gênero, mas o escritor, o artista, seja apenas curioso ou profissional, amador ou apaixonado pelas letras e palavras, ele nunca vai apagar uma publicação sua porque ‘menos de dez pessoas o leram’. Para um bom amante das palavras, do saber e da reflexão, atingir a uma só pessoa já é o suficiente para se sentir, no mínimo, “útil“. Afinal, um texto pode mudar a concepção do leitor sobre algo, a idéia, a opinião, ou simplesmente pode adicionar, acrescentar algum conhecimento ou forma de pensar à mente dele. Se um texto adicionar uma nova palavra ao vocabulário de quem o ler, já terá sido válido. E se nós, escritores, em cada publicação conseguirmos fazer alguma dessas coisas com pelo menos uma pessoa, se uma única criatura ler nossa obra até o final, já devemos nos sentir felizes. Ainda mais em tempos de ignorância, de pessoas agindo e sendo tratadas e ensinadas a agirem como gado. É claro que isso não significa que não desejamos atingir um número cada vez maior de pessoas. Mas o mais importante, a essência do sentimento, não é o número, ou não deveria ser. É apenas se sentir bem ao escrever, e ainda mais ao publicar.
Referindo-me à bloquistas então… Nossa! Já são poucos os que têm o costume da leitura, ainda mais em termos de Brasil, são menos ainda os que têm acesso à internet, portanto, temos motivos para nos orgulharmos de cada postagem, de cada publicação. Sem falar ainda que nós escrevemos também para nós mesmos. Se escolhemos um assunto a ser abordado é porque ele nos interessou, porque de alguma forma ele se destacou, chamou-nos a atenção, significou algo, acrescentou-nos algo. E em termos de internet ainda, o que está publicado em um blog ou em um site ficará ali disponível sempre. Para que apagar algo que ainda pode ser útil para alguém futuramente, mesmo que talvez em um futuro ainda distante? É claro que há exceções, às vezes realmente postamos algo que naquele momento teve um significado e depois passou a não ter mais nenhum. Mas não estou me referindo a elas.
Já diz o clichê: o ideal é qualidade e não quantidade! E qualidade não significa necessariamente valor intelectual, pode ter valor literário, valor até emocional! O que pra um significa nada, pro outro significa muito. O que emociona um, pode não emocionar a todos. Mas toda obra terá valor, e mesmo que pessoal, é valor da mesma forma. E em uma situação de fato democrática, isso já tem importância o suficiente para ser considerado.

One thought on “Reflexões: Apenas uma opinião pessoal sobre alguns assuntos

  1. Já que você me deletou em outro site de relacionamentos, venho até o Blog para lhe desejar sucesso na sua vida, tudo de bom mademoiselle.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s