Cisne Negro – Emoções, falta de clareza e brilhante atuação de Natalie Portman

Dirigido por Darren Aronofsky, distribuído pela Fox Film e com duração de 108 minutos, o filme tem como personagem principal a bailarina de Nova York Nina Sayers (interpretada pela sedutora Natalie Portman), que se vê sonhando com a possibilidade de conseguir o papel principal da nova produção da companhia de ballet da qual faz parte, o grandioso ballet de Tchaikovsky, Lago dos Cisnes.

O ballet dramático de Tchaikovsky (1875) ganha uma releitura a partir do momento em que o personagem Thomas, (Vincent Cassel, de “À Deriva”), o mentor e coreógrafo de Nina, decide que a atriz que interpretasse o Cisne Branco seria a mesma para o papel do Cisne Negro, que são personagens completamente opostos. Nina é ideal para o papel do Cisne Branco, uma vez que é inocente e delicada como ele. No entanto, seu pudor e medo são barreiras para que interprete bem o papel do Cisne Negro, que representa sensualidade, sexualidade, ímpeto e paixão.
Nina acaba por conseguir o papel, no entanto, tal fato gera uma enorme frustração que se transforma em uma busca intensa pela perfeição. Esse perfeccionismo se dá, na personagem, por meio de técnicas e concentração em demasia. No entanto, a verdadeira performance ideal e surpreendente se encontra na paixão, no deixar-se levar pela música e pelo próprio corpo, pelos próprios sentimentos e emoções. O que faz a platéia vibrar ao assistir um espetáculo é a entrega do bailarino. Sensual, quase sexual. Física, emocional, espiritual. É o não pensar, é apenas o sentir.
Nina persegue a si mesma e apenas depois de descobrir o que significa relaxar, depois de romper as barreiras existentes com a própria mãe, permitir-se ter fantasias sexuais e perder a hora para um ensaio é que ela acaba se libertando do próprio medo de se atirar ao papel e de utilizar sua sensualidade e torná-la imponente. Acaba por se entregar à dança como uma folha se entrega ao vento.


Em paralelo à busca pela perfeição, ou talvez como conseqüência dela, a personagem da bela Natalie Portman vive tendo alucinações e machucados pelo corpo, como unhas quebrando, dedos sangrando e um estranho machucado, com aparência quase de alergia, nas costas. O filme peca por não esclarecer o real porquê de tais acontecimentos, uma vez que a frustração pode até justificar as alucinações mas dificilmente os machucados, e isso faz com que as cenas, que são maravilhosas individualmente, percam um pouco o sentido quando unidas. As alucinações dão ao filme um clima de suspense, quase de terror; Natalie Portman atua de modo deslumbrante e faz com que o filme valha a pena ser visto. O Oscar de Melhor Atriz dado a ela foi mais que merecido.

Além da história confusa que se apresenta em relação a psique da personagem principal, é importante ressaltar o quão bonito é o fato do filme mostrar a importância da paixão e não só da técnica. E também lembrar que o ballet clássico não é só dor, treino e ter de se manter dentro do peso ideal. É também luz, música, aplausos e acima de tudo, emoção. Movimentos suaves e ao mesmo tempo intensos. São capazes de fazer rir, chorar, inspirar e até mesmo estimular a libido.
Com um final trágico, o filme se mostra intenso, capaz de gerar sustos, calafrios e lágrimas, e belo pelas cenas de ballet e de dedicação da bailarina, que acabou por se entregar em exagero ao personagem, confundindo-se com ele e tendo o mesmo fim que o próprio.

2 thoughts on “Cisne Negro – Emoções, falta de clareza e brilhante atuação de Natalie Portman

  1. Eu assisti esse filme nos primeiros dias após sua estréia. Não entendi a história muito bem, só fui entender dias depois com o meu amigo me explicando. HAUAHUAHUHA!

  2. Muito bom suas observações. É fascinante ver no cinema um ballet que assisti há muito tempo atrás no Teatro Municipal. Uma releitura de um grande ballet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s