Pensamentos aleatórios #53

[Olá, um feliz dia dos namorados internacional para vocês filhotes.]

Eu, Farós e eventualmente as revoluções.

Eu e o Egito somos amigos desde a 3ª série – história era a unica matéria que eu gostava no 3º ano do fundamental, conheci este país antigo por meio de um livro de curiosidades e explicações sobre o egito e outros lugares em outros tempos, foi lá que descobri que nossos amigos da idade média faziam sangria, amputavam sem anestesia e outras atividades comuns no nosso dia a dia.

Porém hoje não estou aqui para falar dos antigos, não estou aqui para falar que eles tinham tatuagens ou para falar que Cleópatra era muito muito feia, venho aqui para falar de algo mais recente–

“AI, DO DESFILE MISS EGITO 2010 NÃO É CURE?!”

Claramente, filhote, das maiores beldades egipcias– Não, claramente não.

Falo da revolução que está rolando lá, meus caros filhotes, de pessoas que resolveram depor um tirano que estava eleito fazia 30 anos, não falo do tirano que a Veja diz que será substituído por ‘grupos (quais?) xiitas extremistas; falo de algo raro que acontece e não tem muita notícia na grande mídia:

Pessoas (o povo, o povo!) não o exército vermelho, não o líder supremo, nem o Füher, nem o presidente da grande nação dos Estados Unidos da América, é curioso por que a ultima vez que vi isso acontecendo uns Espanhóis foram massacrados por Espanhóis, Italianos e Alemães.

Mas, ao contrário da galera espanhola que era democrata mas não teve a ajuda dos outros paises teóricamente democraticos (EUA, AONDE ESTÃO SEUS ESFORÇOS PARA INSTAURAR DEMOCRACIAS NOS PAISES DE 3º MUNDO?!), mas divago, neste caso os meios de comunicação como a internet (e mesmo sem ela num período onde a internet do país foi cortada) o povo (a.k.a. Movimento Egípcio pela Mudança) e não um messias revolucionário foi a luta e fez o ‘Presidente’  renunciar.

Nossa já conhecida de muitos anos, Veja ( Diogo Schelp — aliás, critiquei seu texto sobre educação, Diego), argumenta que grupos “terroristas antidemocráticos” I.E. grupos que não estão no bolso do governo Estadounidense, grupos que ‘tem grande possibilidade de assumir” (e ser expulso novamente, visto que alguém acordou de mal humor e depôs o cara que mandava antes) , e tanques que “Foram às ruas do Cairo na semana passada para garantir a continuidade deste regime – e, por enquanto, impedir a tomada do poder pelos fanáticos islâmicos disfarçados (sic) […]”.

Claro que os tanques foram para evitar que os “caras do mal” infiltrados no meio do povo tomassem o poder e fizessem algo pior do que fazer o parlamento aprovar 34 emendas constitucionais que autorizam o presidente a dissolver o parlamento e impedir a supervisão judicial das eleições e não para que o povo faça uma ‘visita’  não programada para o ditador e tire ele do poder.

Afinal “As liberdades não se concedem, conquistam-se.”

[Kropotkin]

3 thoughts on “Pensamentos aleatórios #53

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s