Pensamentos aleatórios #45

Dia desses o Felipe me perguntou sobre minha visão política e pediu um post sobre isso, ai vou Eu.

Oscar Wilde tem seu “O amor que não ousa dizer o nome'”, Tenho meu “Socialismo que não ousa dizer o nome” – desde o início dos tempos se discute o Socialismo, se discute também a natureza humana e a possibilidade de implementação deste sistema, suas contradições, seus prós/contras.

Tudo começa com um homem chamado Lenin, um golpe, o Czar derrubado e assassinado, homens propagando a o Socialismo como opressor (E, claro, ignorando a perseguição do Macartismo em 1940, as prisões irregulares e torturas aos ‘inimigos da liberdade’), morre Lenin, sobem Stalin e Trotsky, desce Trotsky, morre assassinado a picaretadas Trotsky, Morre Stalin, Sobem e descem vários líderes (Nikita,Brejnev,Andropov,Chernenko,Mikhail), cai a União Soviética e (na cabeça de alguns) cai o Socialismo.

Quando pensamos em Socialismo devemos nos fazer algumas perguntas:

  1. O que é Socialismo? Qual sua opinião sobre o Socialismo, Cure?
  2. É possível implementar o seu Socialismo? Se sim, em qual escala?
  3. O exemplo Russo pode ser considerado Socialista? Se não, justifique.


1. Por definição da Wikipedia Socialismo é:

“Socialismo refere-se a qualquer uma das várias teorias de organização económica advogando a propriedade pública ou colectiva e administração dos meios de produção e distribuição de bens e de uma sociedade caracterizada pela igualdade de oportunidades/meios para todos os indivíduos com um método mais igualitário de compensação”

Porém eu vou além – como Einstein digo que socialismo é:

“Já que dá tanto valor aos dons intelectuais, a humanidade tem a obrigação de se preservar
contra o câncer nesse domínio. Irá dar remédio então, com todas as suas forças, à crise momentânea
e despertar uma ideologia comum superior, relegada  ao último plano pelo egoísmo nacional: o
preço dos valores humanos situa-se para além de qualquer política e de todas as barreiras
fronteiriças. A humanidade dará a cada povo condições de trabalho que permitam, de fato, viver e,
por conseguinte, criar esses valores de civilização.”

Socialismo seria, portanto, uma visão menos centrada no Eu e mais centrada no Nós na visão geral e (como explicarei futuramente) diferente na minha visão e na de Einstein.

2. Acredito que é possível implementar o Socialismo como Einstein e Eu acreditamos:

“O homem solitário pensa sozinho e cria novos valores para a comunidade. Inventa assim
novas regras morais e modifica a vida social. A personalidade criadora deve pensar e julgar por si
mesma, porque o progresso moral da sociedade depende exclusivamente de sua independência. A
não ser assim, a sociedade estará inexoravelmente votada ao malogro, e o ser humano privado da
possibilidade de comunicar.
Defino uma sociedade sadia por este laço duplo. Somente existe por seres independentes, mas
profundamente unidos ao grupo.”

O Socialismo deve ser implementado por Indivíduos porém o que une estes indivíduos não seria um ideal comum como ‘Dinheiro’,’Poder’,’Time de Futebol ganhando a libertadores’ mas sim ‘Nós’.

Uma relação de respeito a individualidade dos membros e a manutenção e saúde do grupo – são necessárias duas coisas para o Socialismo:

Justiça e Respeito mútuo – esqueça a igualdade, falo disso logo logo.

É necessária Justiça para tomar decisões corretas e evitar prejuízo para uma parte dentro de uma disputa, mantendo a unidade do grupo.

É necessário o Respeito mútuo para  evitar atritos entre indivíduos mesmo que estes tenham opiniões contrárias.

“OLHA!  UM EXEMPLO DE DUPLO LAÇO NA TUA DEFINIÇÃO!”

É, estou inspirado.

Este modelo poderia ser aplicado em pequenas comunidades (assim como as assembléias Gregas); como num livro ou se aprofunda psicológicamente os personagens ou se alarga a história — portanto ou se administra um sem número de dados  cadastrais ou se administra um grupo de pessoas e se atende aos desejos específicos de cada indivíduo do grupo.

3. Enquanto o “Socialismo” Russo quer expurgar o inimigo, o Socialismo que não ousa dizer o nome aceita e respeita a alternativa e exige em contrapartida respeito a sua individualidade:

Se você quiser seu capitalismo, poderá ter contanto que não atrapalhe o meu Socialismo que não ousa dizer o nome – o que justifica as manifestações na Grécia, as ações contra o Arruda – Todas estas suprimidas por um grupo de indivíduos que não querem aderir aos ideiais de respeito mútuo e Justiça. O “Socialismo” Russo seria portanto uma roupagem assim como a Chinesa ou Americana em relação ao ‘outro’:

Se adota um inimigo comum que será utilizado como bode e justificativa para retirar a liberdade individual (vide EUA atual, que grava ligações para o Oriente Médio sem mandato ou prova alguma de terrorismo ), onde o representante do povo atua em nome de empresas/forças armadas/burguesia ignora sua promessa de melhoria de vida da população para beneficiar apenas parte da população.

F.A.Q.:

“Precisamos de governantes para algo assim?”

Não necessáriamente, o poder corrompe o homem e a concentração do poder nas mãos de um dentro de um grupo pode levar ao desequilíbrio da justiça, gerando fracionamento do grupo/extinção do mesmo; portanto prefiro a via ‘democrática direta’.

“Qual o papel da educação na implementação de qualquer tipo de projeto de Socialismo que não ousa dizer o nome?”

A educação leva o homem a reflexão, leva o homem ao aprimoramento da tecnologia, ao desenvolvimento de melhores técnicas de cultura, a produção artística; a reflexão tem papel fundamental para a resolução pacífica de problemas e para a resolução de problemas.

“E se eu quiser viver num governo Fascista/Racista?”

Um governo Fascista/Racista quebra a premissa da justiça entre os membros da comunidade.

“E quanto aos modos de produção? E o meio ambiente?”

A tecnologia pode ser utilizada para minimizar os impactos ambientais e aumentar a produção — o tempo livre e a comunicação pela internet poderiam ser utilizados para encontrar soluções para problemas maiores ou menores.

“E quando isso poderá ser aplicado?”

Em pequena escala pode-se começar a disseminar o Socialismo que não ousa dizer o nome neste momento divulgando este blog, produzindo mais textos, consumindo menos, unindo pessoas em torno de um grupo, etc…

Enfim, aqui acaba uma pequena fração do que penso sobre as relações humanas.

Até mais!

25 thoughts on “Pensamentos aleatórios #45

  1. Se a sociedade não fosse tão egoísta e acostumada a um sistema em que apenas quem tem mais dinheiro tem mais oportunidades, se a sociedade já não fosse tão preconceituosa contra as vontades e ideologias do próximo…se se se….são muitos “se” para que o Socialismo pudesse ser implementado…infelizmente…
    Acho difícil que algum dia o ser humano pare de olhar para o próprio umbigo e comece a pensar em uma sociedade que compartilha dos mesmos ideais e queira viver em paz, com oportunidades para todos.

    • Na verdade, Felipe, O Socialismo já foi implementado em diversos lugares do mundo, como Chiapas, como em Kronstadt, como numa fábrica comunitária chamada Hysthimus nos Estados Unidos; acredito que você não entendeu completamente meu ponto:
      Todos teriam liberdade de se associar em grupos do seu interesse — nunca sonharia em um mundo absolutamente Socialista.

  2. O egoísmo faz parte da natureza humana. Mesmo sendo implementado um socialismo que não ousa dizer o nome, sempre haverá grupos de pessoas e movimentos contra esse tipo de regimento, não deixando a implementação plena do mesmo. Isso devido as opiniões contrárias de cada ser humano. Deve-se respeitá-las, certo?

    • Matt: É um problema sério falar sobre o que é ou não a natureza humana; se eu fosse um defensor da sociedade atual eu adoraria propagandear que o homem é mal e que este é o modelo ruim porém que funciona; se enveredarmos nessa discussão vou ter que abrir um PA só pra isso, Eu considero que a raça humana tem seus altos e baixos, e que a educação é capaz de reverter o uso como “ferramenta argumentativa”, entende?

      Então, seu exemplo cai na terceira pergunta do F.A.Q., se a premissa do respeito mútuo é quebrada o grupo impede que dentro dele surjam grupos contrários então se estabelece um regime coercivo que quebra com o duplo laço.
      Eu duvido que isto aconteça numa sociedade onde a livre associação seria possíve o problema é que a maioria das pessoas pensa num sistema rijo como o atual, onde os habitantes de tal grupo não tem liberdade alguma de se associar para formar uma alternativa a determinado grupo.

  3. Infelizmente a sociedade( ao meu ver ) precisa de um sistema como o capitalismo ou com uma estrutura semelhante. Com todos usufruindo igualmente , não haveria a necessidade de consumo , e sem a necessidade de consumo não exestiria a concorrência e sem a concorrência ,não haveria a evolução…COncordo com seu ponto de vista e posso estar errado quanto ao meu , mas fica registrada aqui a minha opinião. Abraços.

    • Adrian:
      E a evolução vem da concorrência entre grandes conglomerados ou do empenho de determinados cientistas?
      Se a evolução vem dos cientistas então não é necessário um sistema capitalista para estimular a produção.
      O sistema capitalista tem uma vantagem apenas: Produção em larga escala, que trás inúmeras desvantagens sociais para a população (veja a população chinesa hoje em dia).

  4. Eu quero entender mais sobre socialismo, afinal, o socialismo e posteriormente o comunismo, consolidou o único regime que por um tempo abalou o atual regime vigente, capitalismo. Ou seja, apesar de ter fracassado em dado momento, ele tem o seu poder.

    • Como eu disse no textos, Camys: Eu não boto muita fé que esse regime foi realmente socialista por que não havia igualdade de oportunidades para todo o povo, nem um projeto real de distribuição de renda. O que havia lá mesmo era (é ainda) uma máfia.

    • O Capitalismo é tão imutável quanto o Mercantilismo antes dele ou o feudalismo que malemá tinha comércio…

      Afirmar que ‘agora já era’ é muita pretensão não acha?

      • Um adendo:
        Se você observar o tempo de vida de um império antigamente e o tempo de vida de um ‘império’ (entre aspas?) atual você verá que os tempos de vida diminuem:
        Os Babilônios duraram 11 mil anos, os Egipcios 4 mil enquanto os Ingleses 400 anos mais ou menos.
        Com a tecnologia cada vez mais rápido as coisas mudam e no caso da capitalismo a cada 10 anos ocorre uma crise menor e a cada 100 anos uma crise imensa como a de 2008.
        Inclusive:
        Economistas de respeito mundial não colocam muita fé em que essa crise será um ‘V’; acreditam que ela se repita em ‘VVVVVVVV’ muitas vezes principalmente com o protecionismo monetário Americano e a falsa inflação Chinesa.

  5. Como você disse, para fazer com que o Socialismo que não diz o nome dê certo precisamos investir na educação. Não digo fazer “lavagem cerebral” nas crianças e adolescentes, mas os pensamentos, egoísmo e preconceitos que trazem de casa fogem do “vamos viver em comunidade” e partem para o “terei mais que você e serei poderoso”. Agora encontramos um problema, porque mudar o sistema de ensino e aprendizagem é difícil. Uma pelo descaso e outra pelo motivo de que os pais poderiam reivindicar. Exemplos de combate à mudança, para uma forma moderna de sistema, digamos uma Nova Era, não faltam. As pessoas querem e vivem presas a costumes e crenças antigas. Preferem acreditar em mitos “sagrados” que entender o homem como ele realmente é.

    • ‘Agora encontramos um problema, porque mudar o sistema de ensino e aprendizagem é difícil’
      Ah, eu tenho de discordar de você, Neurotic.
      Dentro da sociologia existem muitas instituições de ensino e a administrada pelo MEC é uma só:
      Você não precisa necessáriamente mudar a escola do seu filho, como a família é também uma instituição você pode ensinar teu filho basicamente qualquer coisa sem influência do governo…

      O que deveria ser ensinar (e não é facilmente aprendido ou é conveniente de se ensinar) é ensinar a pensar; quando se começa a pensar por si não existe mais ‘regressão’ tal qual não há regressão de um membro amputado:
      Se aprende a pensar por si e se aprende com o tempo a argumentar – a argumentação e debate levam a correção de correlações erradas que fazemos e evitam essa fuga para a religiosidade exacerbada que você falou.

  6. Olá, achei o post bem legal, ainda não vi o blog todo. Olha eu só achei neste post que há alguns equívocos teóricos, não do ponto de vista das propostas, mas das confusões entre sistemas. Quero dizer, o que vc propõe “como socialismo que não ousa dizer o nome” na verdade é uma concepção, que vc surpreendentemente conhece muito bem para quem não cita, de democracia liberal criada por Dworkin ou melhor desenvolvida por ele. Bom, esta “correção” teórica tem como efeito a incorreção de algumas teses como por exemplo a de que o “socialismo escolhe um inimigo comum” e a consequente de que seria avesso à diversidade. Ora, o socialismo não é adversário do capitalismo, o que é amplamente reconhecido por marx, mas seu continuador. O capitalismo é mesmo condição necessária para que se possa subverter o sistema de classes. A tese é comprovada por lenin que fez desenvolver o capitalismo durante um período da União Soviética. O socialismo convive com as diversidades, é o que prova a organização da democracia direta existentes na União soviética, os soviets. E mesmo os conselhos do povo em Cuba e os sistemáticos plebiscitos na Venezuela, que eu confesso ainda não tenho certeza sobre seu caráter socialista.

    Um problema que se apresenta na sua definição é a dificuldade de definir o conceito de justiça, provado já na antigüidade helenica por Platão.

    A consecussão do bem maior da liberdade com ligação profunda ao grupo também é defendido por marx e os possíveis equívocos da União Soviética advém da dificuldade que é criar um ideal destes e sua relativa novidade teórica, a final a teoria socialista só tem coisa de 150/200 anos enquanto a teoria do egoismo e da apropriação tem mais de 700.

    Ahh e para finalizar existe um problema do centrar no nós que é o esforço genealógico originário de todo pensamento filosófico, qual seja, Quem somos nós? Atingir algo como a consciencia de si é um processo e é este processo que pode nos levar a governos mais democráticos e comunistas em que a idéia de classe social seja abolida, até então o avanço para o socialismo é sim o governo de uma parte, o proletário, que é a maior parte e é neste sentido que um governo socialista pode ser um avanço da consciencia e da liberdade.

    Bom, espero ter contribuido um pouco para o debate…. vou olhar os outros posts agora.

    Abraços.

    • Paulo:
      Acabei por utilizar “Socialismo” no lugar de qualquer teoria teóricamente Socialista que preconiza um inimigo a ser destruído tal qual o Socialismo Marxista que deseja destruir o Capitalismo.

      Eu compreendo que é ‘difícil’ (impossível) definir o que é ‘Justo’ ou ‘Bom’; porém, dentro da ética/moral cristã ocidental existe um conceito formado na cabeça de todos do que deve ser chamado de Justo e Bom; o que seria a justiça? Um acordo entre partes onde nenhuma sai prejudicada?–ou, se sai por um lado prejudicada considera que os ganhos que terá poderão igualar o prejuízo.

      Quem somos nós?
      Nós somos um grupo em que o Eu se considera inserido; Eu compreendo sua aparente tomada de partido a favor de um governo socialista porém tenho certas ressalvas quanto a capacidade deste governo de se manter na linha, de não usurpar os seus ideais,etc…

      • Continuando:
        Não duvido do potencial de estimular o questionamento que um um governo ‘para o povo’ (como deveria ser desde sempre) possui, só ressalvo (e escolho para mim esta opção) a possibilidade de não precisar necessáriamente de um governo para atingir o mesmo objetivo.

  7. Caramba, uma verdadeira aula de Política *-*’
    Eu não conheço muito sobre socialismo, mas o pouco que meu companheiro me fala ( que ele é totalmente a favor ) me parece muito interessante.
    Mas acho meio difícil de ser aplicado num mundo tão capitalista .-.

    Parabéns pelo Blog (:
    PS: Nina te adoro ♥

    • Cassie F.:
      Se você/seu companheiro sonha/m com cidades socialistas
      eu acho difícil mesmo, mas acredito que é possível em pequena escala.

  8. A que se nota e a de George Soros de Rockefellers e de outros lunaticos que apoiam a subversao e o socialismo com o objetivo de dissolver as soberanias nacionais e criarem uma oligarquia globalista.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s