Apresentação

Primeiro vou começar me apresentando…
Meu nome é Otávio, tenho 17 anos, curso Administração de Empresas e tenho a angustiante rotina de acordar, trabalhar e ir pra faculdade, sendo um fantoche do sistema.
Faço parte do “elenco” deste blog há pouco, mas só agora tive criatividade/vontade/tempo para poder postar algo.

Bom, vou começar.
Geralmente gosto de falar sobre sistemas e afins, e hoje não será diferente. Usarei uma frase do livro que estou lendo como foco da minha escrita.
“Habitue-os a dizer sim, e eles esquecerão como se diz não.”
Com essa frase eu falo (acho que pela terceira vez) do sistema manipulador e da lavagem cerebral que os meios de comunicação exercem sobre nós. Seja pela televisão, pelo rádio, pelos jornais, pelo carro do churros que passa na tua rua num domingo a tarde, todos esses citados tem como objetivo atrair o que lhes convém.
Não os culpo, a sociedade capitalista nos faz sermos assim, e é ai que entra no quesito Burguesia x Proletário.
Quando eu tinha a cabeça mais fechada, achava que a sociedade poderia ser mudada por atitudes singulares e num curto espaço de tempo, mas parei pra pensar e, quando nascemos, a sociedade ja está formada, nós que vamos nos moldando de acordo como ela é.
Nós achamos que o sistema de hoje é fruto de nossas batalhas atuais, mas eu discordo. Primeiro porque ninguem luta por ideal algum, e segundo porque o que temos não fomos nós que fizemos agora, são obras de gerações passadas.
Pode ser que o que fazemos possa mudar o futuro, mas o presente ele não muda.
Eu pensava em como as sociedades conseguiam se manter coesas, e cheguei à uma conclusão. Elas se mantém coesas pela divisão social do trabalho. Da especialização em papéis funcionais/profissionais. Isso aumenta o rendimento das funções e torna-as solidárias, e isso pressupõem que os indivíduos sejam diferentes uns dos outros.
Voltando ao foco, os meios de comunicação fortalecem o sistema capitalista pois não existe capitalismo sem alienação. E isso tras consigo a ideologia, que nada mais é que uma falsa consciência. a Ideologia impede que os setores dominados percebam seus verdadeiros interesses. Ela relaciona-se a não explicitação dos interesses conflitantes.
E é essa ideologia que mantém a sociedade desigual unida.
Antes eu pensava que a educação poderia mudar a sociedade e o modo de pensar, agir e falar, mas eu estava errado. A resposta estava bem debaixo do meu nariz e eu nunca a enxerguei. A educação não muda a sociedade pois a educação capitalista ensina o sistema capitalista. Não lhe convém “mudar o que está correto”. A educação ensinada vai ser a educação voltada para os interesses políticos e econômicos, não para uma melhora significativa da vida das classes baixas. Temos exceções? Claro que temos, mas são muito poucas. Quase nulas.
Mesma coisa, o homem, como o empirísmo filosófico diz, é uma tábula quase rasa. Não é uma tábula rasa pois o ser humano nasce com instintos, e com o tempo ele vai preenchendo essa tábula, mas ele precisa ser socializado, se não ele não tem condições de viver. Você ensina seu filho a comer de garfo e faca, a sentar direito na cadeira, a tomar banho todo dia, pois se você não fizer isso, quem sofre no dia seguinte é seu pupilo, sendo discriminado pela sociedade que o envolve.

Poderia escrever mais e tenho mais idéias, mas vou deixar para outros posts.
Fica aqui minha primeira escrita como membro EUVC. Espero que gostem.

2 thoughts on “Apresentação

  1. Voltado mais para o quesito da educação do sistema capitalista, devo dizer que eu fico um pouco confuso com isso. Nós só temos essa educação!

    Tá bom, temos as escolas anarquistas também, onde os alunos não fazem prova e onde o ensino tem muito melhor rendimento…mas em contrapartida, são uma das escolas mais caras do Rio! Mas como que uma escola ANARQUISTA pode ser uma das MAIS CARAS? Anarquismo não tem a ver com a derrubada do capitalismo, da igreja e a ascensão da igualdade social? Então por que ela precisa ser tão cara? Aposto que se fosse de graça, o Brasil teria dado o primeiro passo para uma evolução. Mas fazer o que né? A parada é nos habituarmos a tal.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s