Pensamentos aleatórios #11

Das amizades

Prefácio:

Estava pensando em escrever algo sobre a amizade e seus vínculos, meu amigo escreveu um texto com um assunto que cabe e será debatido aqui; uso como ponto de partida um trecho do que ele escreveu, que seja considerado uma resposta:

“Por que raios essas amizades não duram?

Por serem frágeis? Pode ser, mas penso eu que por ser uma amizade no período matutino, e sempre fazendo as mesmas coisas, as conversas se limitam ao que ocorre dentro e nos periféricos da escola, logo, quando não se convive mais com essas mesmas coisas à serem feitas, não rola mais assunto, não existe mais papo, e sendo assim, as amizades não tem o porque durarem.”

Eu estava pensando um dia desses enquanto voltava para casa sobre a amizade e seus vínculos,  sobre a importância de viver em sociedade e sobre a força dos vínculos entre os seres humanos – os sentimentos inatos a amizade como o companheirismo e o respeito.

Eu aprendi com esses anos que passaram que a amizade é um conceito elástico, que  a amizade não é necessariamente recíproca entre ambas as partes; as vezes um considera mais o outro, as vezes um só quer atenção e destrata o segundo; o que me lembra de uma história que uma garota me contou um dia, mas falarei disso outro dia.

Enfim, eu gosto de pensar em amizade sem distinguir os amigos; qualquer pessoa que se habilite a trocar mais de duas palavras comigo é considerada automaticamente amiga, pouco me interessando o que esta pensa de mim; tenho uma espécie de código moral/ético que me obriga a zelar por essa criatura se ela pedir por ajuda, de proporcionar seu bom estar em caso de má sorte e utilizar minha pequena poça de conhecimento para ajudar – sem distinguir raça,credo,sexualidade, sexo,etc.

Mas Eu devo reconhecer que a intensidade das ligações que tenho entre as pessoas é diferente, e isso não influencia nos meus julgamentos: Se reforça a ligação ao se conhecer mais profundamente uma pessoa, ao entender sua personalidade e seus maneirismos, em se envolver com ela e em dividir suas vitórias e suas derrotas.

O problema com as amizades de colégio, justamente citado pelo meu amigo logo em cima é que elas ‘nunca’ vão além do assunto do colégio (como ele bem disse), os amigos se visitam até, mas não se dedicam a conversar sobre seu âmago – Enquanto saia com esse amigo nós conversávamos sobre Deus, sobre nosso professor genial, sobre filosofia, sobre os acontecimentos diários, sobre o sistema, sobre mulheres; creio que o que nos une depois da escola é justamente a filosofia/o conhecimento, além do nosso agnosticismo ateu / agnosticismo espírita – que rende bons tempos tirando sarro de Deus.

Da mesma maneira, estou muito envolvido com outras pessoas que raramente vejo, e distante de pessoas que compõem meu dia  e eu sei que vamos nos separar até o fim do ano quando alguns entrarem na faculdade e outros ficarem no cursinho; por que estamos ligados muito fracamente tanto que uma perda pode significar muito pouco :/

“Ai, Cure seu hipócrita! Você sabe quais amigos são mais próximos ou não, fica quantificando e qualificando o que sente por eles!”

Oras, vamos lá, caro filhote!

Eu não estou quantificando ou qualificando o que sinto por eles; eles são todos iguais e até os mais próximos são tratados como os mais afastados; mas não sou iludido a tal ponto de achar que todos são próximos a mim na mesma intensidade – as pessoas infelizmente vem e vão; as amizades baseadas na verdade se mantém – esta é,creio, a dinâmica da vida.

One thought on “Pensamentos aleatórios #11

  1. Pingback: Pensamentos aleatórios #14 « Era uma vez Chaplin…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s