Pensamentos aleatórios #7

Do amor, da sua existência e da sua necessidade.

Enfim, ai está chegando o dia dos namorados e resolvi escrever um pouco sobre o texto da redação desta semana:

  • O amor é bonito, mas é impossível  viver sem amar?


Dia desses estava eu e o meu filhote (vamos chama-la de Zi) conversando, ela me disse que era muito ciumenta e que não gostava das minhas brincadeiras envolvendo algumas das pessoas (músicos e similares) que ela mais gostava; outro dia me disse também que odiava a sociedade (!) e que não gostava da sociedade pressionando-a a ter alguém para amar – que tinha medo de perder as pessoas e que já tinha perdido várias delas.

“E isso é tudo pressão psicológica imposta pela sociedade que diz: AH É HORRIVEL FICAR SOZINHA”

E na aula de literatura me lembrei dela e tive que discorrer sobre esse assunto.

Será mesmo que é necessário amar alguém para ter pelo que viver?

Hoje estava pensando na vida, pensando nos Niilistas com suas idéias de amor a si, pensando no amor das pessoas pelas coisas, pensando no amor das pessoas pelas pessoas, na traição, nas mentiras; estive pensando em algo que adoro pensar: O amor.

Ah, o amor! Gente feliz, gente sorrindo por nenhuma razão aparente, julgamentos ainda sadios, abraços, euforia: são e sadio como deve ser.

Infelizmente existem pessoas que não gostam de ver como eu vejo, pessoas que gostam de possuir os outros chame o exorcista!, dizendo que tudo isso é normal. É pra mim um dos maiores ‘maus’ que encontramos no amor: O Ciúme.

Ciúmes é para mim o mau mais injustificado dentro do amor. A simples idéia de possuir a outra pessoa para si, além de doentia e prejudicial para o amor leva a péssimas consequências para os dois lados:

O Ciumento (inseguro de si, inferiorizado,pequeno de espírito) se tortura por medo das ações do outro; imagina casos, imagina situações, persegue o companheiro.

O Outro (passivo) é moldado pelas ações do Ciumento, se castra no dia a dia: deixa de sair, deixa de viver a sua vida, tudo para agradar o parceiro.

Muitos Ciumentos e Outros justificam sua doença (e seus atos manipulativos) com o argumento de que o ciúmes é prova concreta de que o amor existe entre o casal, mas:

1- Amar é restringir e desrespeitar a liberdade alheia?

Ou seria o amor a harmonia entre dois?

2- Amar é manipular o outro?

Ou não seria respeitar e conversar com o outro sobre o que não lhe agrada?

Um dia desses uma ex namorada (que mais parece uma moradora da minha casa) veio me perguntar se a destruição que ela causou a mim com o seu amor ciumento doeu; por que agora ela sofre o mesmo que eu com seu namorado (também ciumento) que não quer mais lutar pelo namoro – ela estava com depressão por que o (novo) amor de sua vida já não ligava para seus anseios, por que tudo iria para o saco cedo ou tarde se não houvesse mudanças.

Desde esta namorada eu só tive outra namorada, que não nutri sentimento algum, desde então nunca mais tive uma namorada (3 longos anos solteiro, e vamos lá).

Desde então meu interesse pela filosofia aumentou e minha (creio) depressão se reverteu em criação; em reflexão.

Hoje cheguei a conclusão de que amar é necessário, porém é indispensável que se ame realmente a pessoa antes de tentar algo mais sério; o amor se tornou algo sério para mim, algo de suma importância dentro da minha área de interesses.

Este ano estava junto há 6 meses com uma amiga minha que queria muito namorar comigo e me dispensou por ver que eu não mostrava nada de mais (não vou mentir, oras).

Não sou de mentir, prefiro perder amigos (como ocorreu nesse caso) a contar mentiras a eles e algo que me doi é mentir sobre o amor, é trágico ver uma ex vizinha minha com um namorado novo por semana.

É uma banalização do amor, é um desperdício de vida se iludindo atrás de pessoas que nem te amam, que querem sexo ou sei lá, é um desgaste tolo insistir em namorar as mesmas pessoas só para não ficar sozinho; assim como é um desperdício de tempo namorar quando não se ama e idealizar uma vida que não temos – Idealizar pessoas perfeitas, idealizar amores românticos como o mercado vende em seus filmes e seus produtos (o dia dos namorados brasileiro foi alterado por G.V. para ter um ‘feriado’ comercial em um mês que nada se tinha a comemorar, AONDE ESTÁ O SIGNIFICADO DO DIA DOS NAMORADOS MESMO?!).

Todos nós necessitamos de algo para viver; todos nós amamos algo (ou pelo menos deveríamos) e por causa disso vamos seguindo a vida – seja a profissão, seja um hobbie. Mas como as intempéries do destino são cruéis nós fugimos para o mundo bonito da idealização, onde todos são felizes e alegres (romantismo literário, alguém?).

E nessa idealização tendemos a ignorar as pessoas boas que estão a nossa volta, nos voltamos somente para o objetivo e esquecemos que existem muitas outras coisas as quais devemos nos dedicar além do nosso objeto de desejo; se esse objeto for uma pessoa e representássemos essa pessoa como um pássaro nós a idealizamos com bela plumagem e a colocamos numa gaiola, olhamos para o pássaro e nos sentimos felizes por que o pássaro esta lá, conosco  preso.

Nos esquecemos também que o pássaro também (desculpe o baixo calão) caga (é um pássaro não ideal, com diriam os físicos) sujando a gaiola e que este deve ser livre para voar por ai; o falcão-peregrino volta ao falcoeiro se assim for seu interesse.

O amor funciona (creio) da mesma maneira: As pessoas tem que ser livres para viver suas vidas e se juntar se quiserem,  devem ser mais verdadeiros com os outros, devem respeitar a persona como ela é, deve ser amigo, zelar e ser companheiro nas horas difíceis; não tem por que manipular o coleguinha para conseguir o que quer e restringir o que ele deseja – para mim amar, em resumo, é ser amigo acima de tudo.

Dedico esse texto ao meu filhote pirata Sir ‘Zimmermann’ Drake e ao professor Vítor.

One thought on “Pensamentos aleatórios #7

  1. Pingback: Pensamentos aleatórios #37 « Era uma vez Chaplin…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s